Fabricado desde 2007 na Polônia e desde 2011 no México, o modelo atingiu as vendas de 1.000.000 unidades.

 

Vendido em mais de 100 países no mundo, o ícone do made in Italy apresenta milhares de personalizações: é difícil encontrar dois veículos idênticos.

 
Uma história de sucesso que começou em 04 de julho de 2007, quando foi recebido por 7.000 pessoas de 63 países de todo o mundo que vieram a Turim para a sua apresentação oficial.
 
Na Europa, em 2008, registrou uma participação recorde (13,9%) e, em 2009, atingiu um pico no volume de vendas (cerca de 186.000 unidades).
 
Das linhas de produção da Fiat Auto Poland saiu o milionésimo Fiat 500, o modelo ícone lançado em 2007, vendido em mais de 100 países ao redor do mundo - da Itália ao Brasil, da África do Sul ao Japão, dos Estados Unidos ao Oriente Médio - e produzido, desde 2011, também na fábrica mexicana de Toluca.
 
Um carro único. Isso graças às milhares de combinações possíveis - compostas pelos conjuntos de cores externas e internas, motores, equipamentos e acessórios - é realmente difícil encontrar dois veículos Fiat 500 idênticos no meio de 1 milhão de veículos já produzidos.
 
Não foi por acaso que o Fiat 500 criou numerosas novidades e alcançou recordes importantes em seu segmento: foi o primeiro automóvel a oferecer sete airbags de série, o primeiro a oferecer uma gama de mais de 1 milhão de personalizações possíveis, o primeiro carro com um comprimento de apenas 3,55 metros que conseguiu vencer o prestigioso "5 estrelas EuroNCAP", o primeiro a oferecer o ESP avançado em todos os seus motores, o primeiro a oferecer 100 acessórios originais especialmente concebidos e o primeiro carro do Grupo Fiat que estreou com a revolucionária família de motores TwinAir de dois cilindros.